12 de nov de 2011

Novidades sobre GTA 5

O mapa jogável do próximo capítulo da saga Grand Theft Auto, GTA 5, será mais de quatro vezes maior que o do seu antecessor, GTA 4, revelou uma revista britânica focada na consola Playstation da Sony. Personagens e veículos personalizáveis, polícias mais espertos, localizações interiores variadas e o regresso das burglary missions também estão entre as novidades.


A acção será centrada na cidade de Los Santos (baseada em Los Angeles, como já conhecíamos de GTA: San Andreas), sendo que essa cidade será quatro vezes maior que a Liberty City (baseada em Nova Iorque) que vimos em GTA: 4. Paralelamente, haverá zonas de arredores, incluindo campo, praias, rocha, etc.
"Vimos a personagem principal, um afro-americano na casa dos 30 anos, a conduzir desde a cidade até ao campo e levou cerca de 15 minutos", escreve o site CVG.
O sistema de disparo está mais sofisticado, com animações acrescentadas que incluem mergulhar, escalar, rolar e rastejar. Também as animações de recarregar as armas estão mais realistas.
Os jogadores passarão a avistar animais, desde cães a gado, mas não foi confirmado se poderemos disparar contra eles.



Existem aviões que poderemos pilotar, e despenhá-los contra edifícios se o pretendermos.
As localizações interiores são agora mais numerosas e vastas, incluindo uma grande rede de esgotos. Numa das missões veremos o protagonista numa perseguição em mota de água por este ambiente.
As personagens não-jogáveis (NPCs) são mais diversas e executam acções mais complexas. Poderemos ver pessoas a fazer jogging nas ruas, a levantar pesos, a bater em mulheres, a lavar carros, a consertar cercas, a reabastecer os seus carros, entre muitas outras animações.
Os carros agora podem ser personalizados e reparados e «foi considerada» a possibilidade de acrescentar, pela primeira vez na saga, um sistema de combustível nos veículos, de forma que poderemos vir a ser obrigados a parar para encher o depósito.
Deixará de haver o sistema de dating no jogo. Teremos um telemóvel, mas servirá apenas para receber chamadas.
No que toca às armas, o público poderá esperar o arsenal do costume, ao qual foram acrescentadas minas claymore, minas de controlo remoto ou de armadilha e foi recuperado o lança-chamas que recordamos de títulos anteriores.
O protagonista pode apanhar objectos aleatórios do cenário e usá-los como arma. Haverá um museu onde se pode roubar espadas antigas e outros objectos.
Desaparecerão mini-jogos como bowling, dardos e afins, mas poderemos jogar basquetebol, treinar pesos, fazer braço-de-ferro, canoagem, lutas em jaula, jogo de apostas, corridas, escaladas, base jumping, sky diving, entre outros.

A personalização de personagem está de volta, com possibilidade de mudar o peso e as roupas, entre outros. Aspectos como raça, idade ou altura não são alteráveis.
A Rockstar sublinhou que não estarão incluídos NPCs que representam crianças. «Jamais», afirma.
Numa situação de emergência, poderemos agarrar outros NPCs para usá-los como escudo humano.
A polícia está muito mais realista. Os agentes usarão granadas de fumo e de gás lacrimogéneo, cães, equipamento anti-motim, e serão capazes de arrombar portas para aceder aos nossos esconderijos durante as perseguições.
Poderemos entrar em vários edifícios e trancar e barricar as portas empurrando objectos no seu caminho.
Conforme o jogo progride, também progridem as nossas habilidades nas várias vertentes. Por exemplo, se usamos mais as motas do que os carros, teremos maior eficácia sobre duas rodas do que sobre quatro.
Algumas armas poderão ser personalizadas e outras podem ser feitas em casa.
No clima, assistiremos tanto a chuvas torrenciais como a dias solarengos, e até a terramotos.
Na semana passada, a Rockstar revelou que a acção seria em Los Santos e apelidou o «GTA 5» de «o projecto mais ambicioso de sempre do estúdio», lembra o CVG. Clique aqui para ver o trailer.

Fonte: Diario Digital